19/12/2018 - 14:48
Ação foi realizada por alunos da Universidade La Salle

Foram horas de produção, divididas ao longo de uma semana para garantir que os 310 chaveiros com o brasão de La Salle e o nome de cada um dos alunos da Escola La Salle Esmeralda ficassem prontos. Eles foram confeccionados por alunos nos Fablab, laboratório de impressão 3D da Universidade La Salle, e integraram um kit de Natal para as crianças. “O objetivo era claro: cada chaveiro deveria ter o nome de cada criança, para que ela se sentisse única para a La Salle e para nós, queríamos demostrar que dedicamos um tempinho a cada uma delas, mesmo que pouco”, explica a aluna de Engenharia de Produção, Hiasmin Pinheiro. Ela faz parte do grupo de alunos e alunas da Universidade La Salle que, sob a coordenação do Prof. Dr. Alexandre Knop, realizaram pelo segundo ano a ação na escola, localizada na Lomba do Pinheiro em Porto Alegre e que atende crianças em situação de vulnerabilidade social com bolsas de estudos integrais. “Na comissão separamos as frentes, sendo que houve tanto sucesso que conseguimos montar mais de 600 kits com a participação de mais de 100 alunos, quase 300 kg de doces e chocolates, que foi além das engenharias, contando com alunos de todas as áreas da instituição”, explicou o professor. A comissão foi formada pelas alunas Hiasmin Pinheiro, Bruna da Rocha, Karine Lucas e Fernanda Rosa.

A entrega aconteceu no dia 12/12 na escola e os alunos foram recebidos com festa. “O momento de entrega dos kits para as crianças foi algo extraordinário, sai da escola revigorada, as crianças passam uma energia fantástica. Acredito também que o fato de cada criança ter recebido um chaveiro com o seu nome comprovou que o projeto foi feito com muita dedicação dos alunos”, explicou a aluna Karine. A aluna Bruna Rocha completa que saiu da escola com a sensação de ter compartilhado mais do que os kits: “Me senti emocionada e gratificada, pois entendo que toda ação solidária nos permite o sentimento dialético de dar e receber. Sai de lá com a sensação de que não doamos apenas isso, mas também o nosso tempo, nossas emoções e valores, que trouxeram, mesmo que por um pequeno período, o sentimento de acolhimento e a oportunidade das crianças esquecerem os problemas cotidianos de suas vidas”, finaliza.



Buscar
Seção
Área
Período
A partir de
até
Voltar