12/06/2018 - 13:34
Sexta edição do curso de fotografia contará com estrutura do Espaço Conecta

Câmera DSLR Canon, flashes de studio Mako e fundo infinito são alguns dos equipamentos disponíveis. Após utilizá-los, a estrutura oferecida permite analisar os resultados para comentá-los em tempo real. Como conceito por trás das aulas, por sua vez, está o “hands on”, técnica aprendida durante a especialização do professor nos Estados Unidos. O curso “Introdução às técnicas e composição fotográfica” chega à sua sexta edição com novidades e um aliado de peso: o Google for Education. A partir do dia 26 de junho, Fernando Talask volta a ministrar aulas entre lentes e obturadores, novamente acompanhado pelo filho, Caio Talask. A dupla utilizará as potencialidades da Sala Conexões Múltiplas, um dos ambientes do recém-inaugurado Espaço Conecta.

As soluções contemporâneas no 4º andar se somam à bagagem que só o antigamente é capaz de trazer. Com 37 anos de profissão, 25 deles dedicados à sua rede de lojas/estúdio Asa 1000 Kodak, Fernando Talask espera passar os principais ensinamentos da caminhada na profissão aos amantes da fotografia. Uma das instruções é sobre luz, a matéria prima por trás das imagens. “Vamos trabalhar com a luz contínua e o flash de estúdio. Nesse sentido, vai ser fundamental a Sala Conexões Múltiplas, um investimento bastante significativo da instituição. Aprender a controlar a luz faz toda a diferença, traz às imagens um nível profissional”, garante o professor.

O filho e parceiro na missão de coordenar a turma faz coro: “Será a primeira vez que contaremos com um recurso diferenciado para promover um aprendizado mais eficiente. O estúdio permite, ainda, a gravação de vídeos. Os alunos contarão com o que existe de mais moderno em recursos digitais, a vanguarda da fotografia”.

Tanto Fernando quanto Caio chegaram a morar fora do país, intercâmbio que permitirá aos novos pupilos conhecer o “hands on”, nome diferente para algo já buscado nas próprias graduações do Unilasalle-RJ, a partir das metodologias ativas. Trata-se do aprender fazendo. “A cada foto tirada pelo aluno, ele recebe orientações sobre o click”, explica Fernando Talask. “Ouvi pela primeira vez esse termo em Michigan”, lembra, “Na época, fazia parte da Photo Marketing Association. No retorno ao Brasil, o empreguei pela primeira vez em um treinamento digital, no ano de 2002. Rodei o Nordeste com esta ideia”.

O curso de extensão contará com três semanas de duração e passeio fotográfico ao término das aulas. Um possível destino é o Forte do Pico, por onde o primeiro grupo (em parte retrato na foto abaixo) a concluir o “Introdução às técnicas” teve a oportunidade de treinar enquadramentos e olhares.

Inscreva-se para o novo curso aqui.

Por Luiza Gould

Fotos de Adriana Torres e Luiza Gould

Ascom Unilasalle-RJ

 



Confira a galeria de fotos e vídeos
Voltar