13/09/2018 - 11:48
De olho no futuro: alunos do La Salle Abel visitam o centro universitário

“A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos”. O dizer do escritor francês Marcel Proust era o convite por trás dos portões de ferros, abertos naquela tarde para recebê-los. Oito alunos de Ensino Médio do Colégio La Salle Abel percorreram o caminho que liga a escola ao ensino superior no dia 12 de setembro. Acompanhados por suas orientadoras educacionais, Claudia Romero e Katia Couto, eles visitaram o Unilasalle-RJ para conhecer os espaços do centro universitário, tendo contato com possibilidades de futuras carreiras. O tour teve início no Espaço Conecta, onde foram acolhidos por Leonardo Diniz, coordenador de Comunicação e Marketing, prosseguiu pela Biblioteca, Júri Similuado e Centro Tecnológico, tendo os técnicos Thais D’Assumpção e Leandro Chaves como guias, e se encerrou na Galeria de Arte La Salle.

Para Bruna Cavalcanti, de 16 anos, a instituição é mais do que familiar. Lassalista desde o 2º ano do Ensino Fundamental, Bruna, agora no 3º ano do EM, é filha do professor Mario João Junior, que leciona em Sistemas de Informação. Mesmo estando em casa, os novos olhos com que conhecia o centro universitário brilharam nas salas de desenho e na mostra “Expressões em Arquitetura”. “Eu gosto muito daqui, a universidade particular tem essa preocupação com a infraestrutura. Achei a visita interessante, especialmente nos espaços relativos à minha área. Estou ansiosa!”, revelou a aluna em entrevista ao site do Unilasalle-RJ.

 

No caso de Bruna, a carreira já parece escolhida, mas, como alerta Claudia Romero, se ver tomado por incertezas não só é característico desse momento, como pode ser positivo: “Às vezes, focamos muito no 3º ano, mas quanto antes trabalhamos a orientação profissional melhor para eles amadurecerem a ideia ou mesmo para surgirem dúvidas. Porque a dúvida também é importante. Não raro os decididos chegam no último ano, veem pessoas indecisas e a certeza desaparece”. Nesta trajetória, a informação torna-se crucial, motivo pelo qual a sinergia com o centro universitário é sempre produtiva, no entender da orientadora. “Eles têm a possibilidade de ver in loco tudo o que poderão praticar. E é bom apresentarmos a eles um leque das oportunidades no Ensino Superior, entre elas o Unilasalle-RJ, com os recursos que possui”, conclui.

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Luiza Gould (texto e fotos)

Ascom Unilasalle-RJ

 



Confira a galeria de fotos e vídeos
Voltar