01/12/2018 - 16:21
Alunos do Colégio La Salle Canoas apresentarão seu trabalho em Barcelona

Iniciativas que promovam desenvolvimento para a sociedade sem esquecer o aspecto econômico de um negócio. Esse é o conceito de empreendedorismo social, tema do projeto EnduEmprèn que chegou ao fim consagrando como campeã a Equipe Condor do Colégio La Salle Canoas. Os alunos do segundo ano que apresentaram o Copo inteligente que  identifica alterações do pH do seu conteúdo interno, ganharão uma viagem para a Espanha e se apresentarão no EduEmprèn Barcelona 2019.

O Eduemprèn foi idealizado na Universidade La Salle Ramon Llull, de Barcelona, e tem como objetivo levar noções de empreendedorismo social a alunos da educação básica. Essa é a primeira vez que o projeto acontece no Brasil e foi aplicado em três escolas da Rede La Salle, contando com a expertise de profissionais, professores e alunos da Universidade La Salle, capacitação com representantes do La Salle Technova de Barcelona e o patrocínio da FTD Educação.

Confira as premiações:

O prêmio principal do EduEmpén foi para a equipe Condor do Colégio La Salle Canoas e presenteou os integrantes com uma viagem para Barcelona onde apresentarão seu trabalho no EduEmprén Barcelona 2019. A equipe é composta pelos alunos da turma 22B, Maria Fernanda Henrique de Baco, Luísa Goulart Xavier, Camilo Pizzatoda Silva, Daniel Telichevesky, Paulo Vitor Marques Amado Freire da Silva e Thomas Akihiro Oliveira.

Mas além do prêmio principal, também foram entregues outras três premiações:

Melhor pôster: Os guris +A, do Colégio La Salle Canoas - O grupo ganhou um passeio ao Snowland em Gramado.

Melhor vídeo: Bave, do Colégio La Salle Canoas - O grupo também ganhou um passeio ao Snowland em Gramado.

Melhor apresentação: Edu Reciclagem, do Colégio La Salle Niterói - O grupo ganhou a participação no evento Campus Party Brasil 2019, em São Paulo.

 

Final foi o resultado de um trabalho desenvolvido ao longo de três meses

O projeto teve início em agosto deste ano e ao longo de três meses envolveu mais de 200 alunos de Ensino Médio dos colégios La Salle Canoas, La Salle Niterói e La Salle Santo Antônio. Ao alunos participaram de capacitações com profissionais da Instituição e se prepararam para a grande final que contou com a participação de 20 grupos. De acordo com a Coordenadora da Educação Básica da Rede La Salle Brasil, Profª Fabiane Franciscone, que participou das semifinais nos três colégios, a evolução dos trabalhos foi nítida. “O saldo é extremamente positivo pois as competências macros da base nacional comum que fala sobre empreendedorismo, colaboração, protagonismo, criatividade e resiliência foi desenvolvida com todos os alunos que participaram do projeto. Estamos muito felizes em ver a evolução dos alunos e a relevância social dos projetos”, destacou ao confirmar que o EduEmprèn Brasil está confirmado para o próximo ano. Já no início do ano letivo estará aberto um edital para as escolas que quiserem participar se inscreverem. A Universidade La Salle deve ser  a responsável por capacitar os professores das escolas participantes de todo o Brasil e a principal diferença do projeto deste ano é que em 2019 o ele deverá ter 6 meses de duração.

 

Como funcionou a final?

As apresentações da garnde final foram divididas em quatro tracks, com projetos agrupados por temática: diversos, sustentabilidade, educação e saúde. A cada track, foram convidados três avaliadores. Para apresentar os projetos, foram convidados um representante (o comunicador) de cada grupo, que teve 3 minutos para fazer seu pitch e, após, os demais membros do grupo puderam subir no palco para auxiliar nas respostas às perguntas feitas pelos avaliadores, tendo mais 3 minutos para esse momento.

 

“Curta sua festa e deixe a segurança da sua bebida por nossa conta!”

O projeto campeão do EduEmprèn Brasil busca a segurança daqueles que estão em momentos de lazer, como festas, mas suscetíveis terem a sua bebida alterada por alguma substância. O copo inteligente Condor é um copo que identifica alterações do pH do seu conteúdo interno. De acordo com os integrantes da equipe, o produto é ideal para produtores e organizadores de eventos e dá mais segurança aos seus usuários. Além disso, o produto teria baixo custo de produção e venda e ainda segue a linha de eco copos, por ser reutilizável. 

Os integrantes contam que fizeram uma pesquisa via Google Forms e perceberam que a maioria das pessoas toma cuidado com o seu copo em festas, mas nem sempre é o método mais eficaz. “Nós partimos de uma história real, de um amigo que estava numa festa e por causa da bebida adulterada foi parar no hospital. Esse é um projeto que traz mais segurança num momento que deve ser de descontração”, relata Luisa. Além disso, destacaram que o projeto contribuiu para aprenderem a trabalhar melhor em grupo, lidando com diferentes opiniões e os ajudou a se comunicarem melhor em público, defendendo suas ideias. “Agora a proposta é se preparar, produzir o copo pra ir com tudo pra Barcelona”, concluiu, animado, Daniel.

De acordo com o coordenador da área de Gestão e Negócios, Prof. Me. Silvio Denicol, os principais critérios de avaliação foram: a criatividade, o entendimento do problema, a proposta de solução pra esse problema e, principalmente, o impacto social, sem desprezar o aspecto econômico. “Esse processo serviu para despertar nos alunos do ensino básico o olhar para as questões sociais a fim de transformá-las, promovendo o empreendedorismo social. Observar, propor e transformar é a principal premissa deste projeto alinhado com a Universidade de Barcelona”, ressaltou.

 

Quer conferir as imagens dessa final? Confira o nosso Flick!



Buscar
Seção
Área
Período
A partir de
até
Voltar