05/12/2018 - 13:52
Alunos da EaD arrecadam 500Kg de alimentos não-perecíveis

E se a solidariedade fosse uma prática de aula? Para os tutores, professores e alunos da unidade Canoas de Educação a Distância da Universidade La Salle isso é uma realidade. Na tarde dessa terça-feira (04) representantes da unidade se reuniram com o Reitor Prof. Dr. Paulo Fossatti, fsc, e o Presidente do Banco de Alimentos Antônio Rapach, para oficializar a entrega de 500Kg de alimentos não perecíveis arrecadados em atividade acadêmica.

Consolidação do conhecimento

Além de ajudarem as centenas de canoenses que receberão os alimentos, os alunos da modalidade semipresencial aprenderam lições práticas de Gestão e Negócios. A campanha foi lançada no dia 06/11 e encerrará na quinta-feira, 06/12.

“Entre as etapas do projeto que foi construído com os alunos estão o levantamento de métodos de arrecadação, operacionalização e etapas de feedback para melhoria dos processos nas próximas edições”, explicou o Prof. Me. Mateus Arbo Martins da Silva, um dos idealizadores da iniciativa.

“Os estudantes não aprenderam somente sob perspectiva teórica, mas a partir de teoria consolidada. No transcurso das aulas desenharam o processo de arrecadação, das metas a serem batidas e podem visualizar o resultado”, completou o Prof. Dr. Mário Pool, gestor nacional da Educação a Distância da Universidade.

Agregar valor à sociedade

A atividade foi desenvolvida como um projeto piloto nesse semestre. A ideia é que seja repetida na unidade e, em segundo momento, ampliada para outras unidades no país afora. “Quando dizemos que temos valores Lassalistas intrínsecos aos conteúdos para agregar valor humano na sociedade, é disso que estamos falando. Aqui temos tudo isso de forma palpável”, declarou o Reitor.

Antônio Rapach frisou a importância desse movimento para o Banco de Alimentos e outras frentes similares em diferentes épocas do ano. Também falou sobre a potencialização da solidariedade quando alinhada com a educação.

“A gente fica feliz com essa doação, porque a parte mais difícil do nosso trabalho é definir um modelo de arrecadação. É inacreditável que pessoas ainda passam fome, enquanto outras poderiam despender um pouco do que têm para ajudar. Esse ato de solidariedade e envolvimento também ensina”, destacou Rapach.

Também participaram do momento o coordenador da Pastoral Universitária, Alcione Müller, a tutora Letícia Laureano e o tutor Felipe Franzon.



Buscar
Seção
Área
Período
A partir de
até
Voltar